Que a atenção das pessoas está cada dia menor, já é um fato, mas há ferramentas que recebem mais atenção das pessoas, como é o caso do WhatsApp. Por isso é tendência empresas utilizarem o WhatsApp como meio de comunicação frequente com os seus clientes, seja para comunicação B2C ou B2B, as mensagens rápidas são as que chegam nas mãos da audiência e tem uma taxa de abertura maior do que qualquer outro meio de comunicação eletrônico.

Com o crescimento sem limites da internet, utilizar a ferramenta do WhatsApp passa a ser não só um ponto de contato, mas também de vendas e aquisição de novos clientes, através de grupos informativos, listas de transmissão com clientes ou até mesmo utilizando ferramentas de automação para gerar respostas automáticas através de menus numéricos por exemplo.

Fazer uso deste recurso aumenta a taxa de adesão de uma campanha, por exemplo, e melhora a experiência do usuário quanto a obter respostas mais rápidas.

É importante salientar que há também inconvenientes, como: excesso de mensagens, grupos com interação constante ou até mesmo, falha na programação de respostas automáticas.

Então, basta tomar os devidos cuidados em relação a experiência do consumidor/usuário do aplicativo para que as suas campanhas sejam mais efetivas, trazendo desta forma, um possível resultado positivo maior com menor custo de aquisição de cliente.

É possível também, além de usar o aplicativo apenas como ponto de contato, também trabalhar com jornada de vendas que já educa, instrui, desperta o problema e apresenta a solução para acontecer a venda. Tudo na mesma ferramenta, basta adequar a estratégia de forma que fique atrativa.

E-commerces que buscam ter um grande alcance na sua audiência, precisam antes de mais nada, ter estratégias claras de qual será a ação trabalhada para evitar evasão de contatos, tornando um segundo contato menos provável, portanto, antes de iniciar qualquer ação usando o WhatsApp, faça uma boa revisão das etapas e da comunicação para não perder o timing.

Usar a ferramenta, costuma ser eficaz para produtos de ticket médio a baixo e, relacionamento para tickets mais altos (acima de R$ 2 mil por exemplo).

Embora a ferramenta seja de muito fácil acesso, esteja nas mãos de praticamente todos os consumidores, o WhatsApp tem um ponto de cuidado que precisa ser respeitado. O fato de ser possível impactar o público de forma tão próxima, também pode causar o efeito inverso se não forem respeitadas algumas regras de conduta, como:

– Deixe claro os dias e horários que serão disparadas as mensagens;

– Use copy que gere envolvimento e aguce a vontade de ler a próxima mensagem;

– Evite enviar mensagens a todo momento ou todos os dias, tornando cansativo;

– Ofereça conteúdos em formatos diferentes (áudio, vídeo, texto), assim atenderá a mais gostos;

– Vendas devem acontecer, mas o excesso de oferta pode causar descrença;

– Faça a higienização dos contatos com determinada frequência, isso evita que pessoas insatisfeitas bloqueiem ou denunciem a sua ferramenta.

Com essas medidas simples, uma comunicação alinhada com o objetivo que seu e-commerce deseja alcançar e com as mensagens adequadas com copy para gerar engajamento ou vendas, usar o WhatsApp promete ser muito promissor tanto no marketing de relacionamento quanto nas vendas diretas.

Fonte: Administradores.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *