O relatório anual State of The News Media revela que 39 entre os 50 sites de notícias digitais mais populares nos Estados Unidos acumulam mais visitantes através de aparelhos móveis do que de desktops. O estudo é do instituto de pesquisa Pew Research

Center, que avalia o cenário da indústria midiática americana. Entre os sites digitais mais visitados estão o Huffington Post – na liderança do ranking -, BuzzFeed, Vice, Vox e Mashable.

No Brasil, os sites de notícias também estão acompanhando esse movimento dos seus leitores. De acordo com reportagem publicada na imprensa, o grupo Abril declara que 65% da audiência digital de toda a companhia vem do mobile. Na Infoglobo, os acessos via dispositivos móveis ao GLOBO online representam 39,95%. Ou seja, de um total de 136,7 milhões de páginas vistas, 54,6 milhões são por smartphone ou tablet.

Com o jornal Extra o dado é bastante similar. Os acessos ao site da publicação por dispositivos móveis (celular e tablet) correspondem a 37%. De um total de 124,9 milhões de páginas vistas mensais, 45,6 milhões são visualizadas no smartphone ou tablet. No G1 a audiência mobile representa 25% do total, com 163 milhões de acessos por mês. O volume total do site é de 650 milhões de pageviews mensais. Já no Estadão, os acessos via dispositivos móveis chegam a 27%.

Esse comportamento das pessoas no uso do mobile é tanto para o consumo de conteúdo em texto e imagem quanto para audiovisual. E, a cada ano, a atenção do consumidor ganha mais foco no celular por várias características, sendo a portabilidade a principal delas. A possibilidade de ter uma mídia no bolso – como o celular – que acompanha suas diferentes tarefas ao longo do dia, faz essa audiência mobile explodir na medida que se tem amplo acesso a smartphones mais desenvolvidos e infraestrutura (3G, 4G, etc).

No estudo global “Uso de vídeo mobile”, realizado pelo IAB (Interactive Advertising Bureau) em 24 países, incluindo o Brasil, mais de 35% dos entrevistados disseram assistir, diariamente ou frequentemente, vídeos com duração superior a cinco minutos pelo celular. Os brasileiros estão acima da média global: 43% declararam ter esse hábito. Os dados desse levantamento estão disponíveis no site do IAB Brasil, na seção de Guias e Pesquisas.

É definitivamente uma mudança na forma de consumir informação e conteúdo. As diferentes telas estão cada vez mais presentes na jornada diária do consumidor, que passa pelo celular, desktop e televisão (linear ou conectada). Com a previsão de crescimento dos usuários de smartphones em 2015 e nos anos seguintes, é provável que ocorra no Brasil o mesmo que nos Estados Unidos. Em breve, a maioria dos visitantes únicos dos sites de notícias virá do celular.

QUAL A COR DESTE VESTIDO?

Um grande exemplo da força do mobile no dia a dia do consumidor é o caso do viral “Qual a cor deste vestido?”. Em fevereiro, a polêmica sobre as cores de um vestido – para alguns branco e dourado, para outros preto e azul – dominou o ambiente digital. O Globo, principal veículo a repercutir o caso, teve o dobro de acessos no mobile. Foram 695 mil visualizações no desktop e 1,5 milhão nos smartphones e tablets.

O celular é ou não é o grande protagonista desse novo momento na comunicação?


Fonte: Digitalks

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *